Rituais são práticas espirituais que tem como objetivo dar firmeza ao médium e deixa-lo cada vez mais preparados para o trabalho espiritual. No Templo Escola caboclo Tupinambá e Vovó Benedita, realizamos os seguintes rituais:

Vinculação   é o Ritual de acolhimento das pessoas que chegam à casa e solicitam permissão para aqui trabalharem. Que recebe essas pessoas é sempre o Guia Chefe da casa, o Caboclo Tupinambá.

Batizado – Ocorre sempre quando o médium, depois de um tempo de aprendizado na casa decide dizer sim à espiritualidade assumindo-se como Umbandista.

Ritual de deitada de Exu – é o segundo degrau de caminhada do médium da casa. Serve como uma firmeza do médium, relacionada aos seus Guardiões.

Feitura no Santo – É o compromisso assumido entre o médium e o seu Guia chefe.Com a Feitura o médium estará apto a trabalhar com suas entidades, praticando a caridade de maneira mais consciente, sabendo que seu Guia chefe é responsável por ele e por seu trabalho. É o terceiro degrau de subida do médium na casa.

Mão de Búzios – No templo escola Caboclo Tupinambá e Vovó Benedita, após o Ritual de Feitura no Santo o médium consciente e responsável, sabendo de suas obrigações com sua vida espiritual e com o Terreiro, ao qual faz parte, poderá receber a Mão de Búzios, que o habilitará com o Oráculo, a confirmação de trabalhos espirituais e a possibilidade de ver a real situação do consulente, para que possa intervir de maneira mais eficaz em suas necessidades. Em nossa casa o Jogo de Búzios não é cobrado. Neste ritual o médium passa sete meses de aprendizado intensivo. É o quarto degrau do médium.

Coroação – É o maior compromisso assumido entre o médium e a Umbanda, com Oxalá, os Orixás e todo o seu Povo (Entidades). Com este Ritual ele se compromete com Oxalá a ter uma nova vida de amor e perdão ao próximo, prestando toda a caridade sem esperar reconhecimento. O médium neste estágio precisará  ter consciência de que o amor deve estar acima de tudo. O médium terá como modelo o Mestre Jesus.

Com a Coroação o médium passa a ser um Babalorixá ou Yalorixá com o direito de abrir sua própria casa.

No Templo Escola Caboclo Tupinambá e Vovó Benedita poderá ter outros Babalorixás ou Yalorixás auxiliares, sendo que a Yalorixá responsável é Mãe Almerinda, que coordena e supervisiona todos os trabalhos da casa.